Blog Na Vitrine

Graças a Havaianas, Olimpíada do Rio bate recorde de vendas de produtos

Na Vitrine

06/03/2017 06h00

(Crédito: Harry How/Getty Images)

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro podem não parecer um sucesso oito meses depois de sua realização, com instalações esportivas juntando poeira, comitê organizador admitindo uma dívida de R$ 90 milhões e uma séria acusação de compra de votos na eleição da cidade-sede. Mas um relatório publicado recentemente pelo COI (Comitê Olímpico Internacional) mostrou que a Olimpíada do Brasil bateu o recorde de venda de produtos licenciados para Jogos Olímpicos.

Segundo o site Around the Rings, a Rio 2016 gerou “mais de R$ 1 bilhão em venda de produtos”, o equivalente a 321 milhões de dólares. O mesmo relatório indica que os Jogos de Londres-2012 e de Pequim-2008 não chegaram nem perto dos resultados cariocas: as Olimpíadas inglesas arrecadaram menos de um terço das brasileiras, com 100 milhões de dólares em vendas de merchandising, já os chineses foram um pouco melhor, gerando pouco mais da metade que os Jogos verde-amarelos, com 163 milhões de dólares em vendas.

(Crédito: Pascal Le Segretain/Getty Images)

Mas, lembra das havaianas do título? Elas não estão lá por acaso. As sandálias tipicamente brasileiras foram o produto de maior sucesso da marca Rio 2016. Em janeiro de 2016, o Valor Econômico publicou que o interesse nos chinelos estavam 20% acima do esperado e que, seis meses antes dos Jogos, mais de 500 mil unidades já tinham sido vendidas. Além disso (também do Valor Econômico), a marca Havaianas teve crescimento superior a 25% no volume de vendas no terceiro trimestre de 2016, justamente aquele dos Jogos Olímpicos.

Sobre os autores

Bruno Doro (twitter.com/brunodoro_): desbravou o universo do futebol de várzea, trabalhou em duas Olimpíadas e deu a volta ao mundo cobrindo uma regata oceânica. Ao contrário de Bruno Freitas, ainda não transformou nenhuma das aventuras em livro. Bruno Freitas (@brunofreitas104) é jornalista, com coberturas internacionais em 18 países, incluindo quatro edições de Olimpíadas e duas Copas. É autor de “Queimando as Traves de 50”, “Em 12 Rounds” e mais dois livros. Também codirigiu o documentário “Casas de Jehad”, premiado no Los Angeles International Underground Film Festival (2015).

Sobre o Blog

Esporte é emoção e conquistas, mas também é bola, chuteira, tênis, uniforme... Vamos falar tudo o que você precisa para praticar sua modalidade preferida ou usar o mesmo que o seu ídolo veste. A chuteira mais moderna, as curiosidades das novas bolas, quem já lançou camisa para a temporada e muito mais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Na Vitrine
Topo